Traduzir

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Endometriose, alergia contra endométrio



Autoimunidade contra endométrio,

Esta é mais uma expressão dos milhares de anticorpos formados contra os transgênicos, vacinas e outros alergenos do nosso cotidiano.

Apresento algumas matérias sobre o assunto, sugerindo que o manejo sustentável seja abolir os alergenos ao invés de cirurgias, hormônios ou citostáticos

Endometriose e Autoimunidade

Anticorpo antifosfolípide e endometriose

Endometriose e doença autoimune

Causas da endometriose


Autoimunidade e endometriose

Ginecologia de Williams

domingo, 16 de novembro de 2014

Argila

Neste post de dois queridos amigos do século passado é apresentado um problema frequente com argila.

Atualmente preconizo SOMENTE argila de floricultura com vistas evitar este tipo de reação tão frequente, pois a observação de décadas indicou que estas não causam reações enquanto que as coloridas, desidratadas, refinadas apresentam reações da ordem de 50%.
Diferente dos outros naturalistas preconizo que seja REUTILIZADA indefinidamente, colocando em bolsas feitas com panos do século passado para evitar algodão transgênico.

Conforme for empedrando (em 2hs), vai trocando por outras bolsas que estejam úmidas dentro de sacos plásticos respingados com água mineral.


De: Luiz Meira <luizmeira@yahoo.com> 
Para: <ALT_HEP_C@egroups.com>
Cc: <luizmeira@egroups.com>
Enviada em: Terça-feira, 20 de Junho de 2000 06:23
Assunto: [ALT_HEP_C] Re: Compressas de Argila
> Micky wrote:
> >
> > Há dois anos eu comecei um curso de torno com argila e percebi que
> > cada vez que eu mexia com argila, eu tinha uma coceira muito grande
> > nas mãos e cheguei à conclusão que talvez eu tivesse uma
> > alergia à
> > argila. Comecei a usar luvas cirurgicas, mas era horrível e não
> > dava
> > certo. Minhas peças literalmente "voavam"!!
> >
> > Mudei de argila, comecei a utilizar outro tipo, mas a mesma coisa
> > aconteceu.
> > Resolvi parar.
> > Neste caso, a compressa de argila ainda assim, é recomendada?

--------------------------------------------------------------------
Jose Luiz 
As argilas medicinais são usadas até internamente.
Eu mesmo uso periodicamente tanto a argila verde
brasileira quanto algumas argilas americanas junto Psyllium
para promover uma limpeza intestinal. As argilas tem cargas
negativas na sua superfície e conseguem atrair alguns metais
pesados indesejáveis. A sua grande área de contacto (uma colher de
chá de argila tem área equivalente a um campo de futebol) permite que
ela realmente se conecte com muita coisa indesejável.
Na Índia, até os 5 anos de idade, é comum dar-se as crianças
terra misturada com água. Nesse caso é argila mas é também
os microorganismos de solo tipo bacillus subtilis e outros que irão
beneficiar a pessoa.
Eu tentaria primeiro as argilas medicinais externamente
para ver se persiste a alergia. A argila é na verdade derivada
de rochas ou é de fato rocha sedimentar. Cada tipo tem uma composição
diferente mas com os minerais que prevalecem na crosta terrestre tipo
silica, aluminio, ferro, calcio, magnesio, etc... é dificil a gente
imaginar
alergia a esses
tipos de minerais (que são essenciais ao organismo). Deve ser mesmo
contaminação ambiental.
Valeu a dica do Dr Meira e de agora em diante vou praticar sempre que
posso.
Jose Luiz 
----------------------------------------------------------------
> Micky, 
> Estou subentendendo que a argila era oriunda de cursos de água muito poluídos, 
> ou que acrescentavam algum produto nela.
>
> Tenho usado também argila de floriculturas e após muitos anos nunca vi este tipo de reação.
>
> Trabalhar com argila ajuda mobilizar energias de forma que considero  construtiva.

> Grande abraço e boa sorte!
><>< <>< <>< <>< <>< <><
Luiz Roberto Salvatori Meira
73 9985 6028 voz Vivo
19 996 126 029 WhatsApp

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Espinafre

O alimento do Popeye pode ser perigoso para nossa saúde


Jocelem Mastrodi SalgadoProfa. Titular de Nutrição - LAN/ESALQ/USP

      O cálcio e o ferro são dois minerais que devem estar presentes na nossa dieta diariamente, já que o primeiro é importante para a saúde dos nossos ossos e dentes, protegendo as crianças contra o raquitismo e os adultos da osteoporose, e o segundo é importante para prevenir o aparecimento da anemia.
      Indivíduos que restringem o consumo de alimentos considerados fontes como as carnes e os laticínios, encontram em alguns vegetais uma fonte alternativa desses minerais. As hortaliças verde-escuras como o espinafre, as folhas de couve e couve-flor, brócolis, etc, são algumas dessas fontes mais consumidas. Entretanto, o que poucas pessoas sabem é que embora esses vegetais folhosos apresentem uma boa quantidade de cálcio e ferro, isso não significa que esses minerais estão completamente biodisponíveis para serem absorvidos e aproveitados pelo nosso organismo. Além disso, a presença de substâncias tóxicas e/ou antinutricionais nesses vegetais pode impedir a boa absorção desses nutrientes como também causar efeitos tóxicos (o que ocorre com a grande ingestão de espinafre).
      Dentre os fatores antinutricionais presentes nos vegetais folhosos que possuem grande influencia na absorção do cálcio e do ferro, destacam-se o ácido fítico e o ácido oxálico (presente em grande quantidade no espinafre). Essas duas substâncias têm a capacidade de se ligarem aos minerais, especialmente o cálcio e o ferro, fazendo com que fiquem indisponíveis para serem absorvidos pelo nosso corpo; dessa forma, todo cálcio e ferro que se complexa com essas substâncias acaba sendo eliminado nas fezes sem ser aproveitado.
      Entretanto, o que mais nos preocupa como pesquisador é o fato do consumo do espinafre aumentar a cada dia que passa. Existe até um personagem de TV, o famoso marinheiro Popeye, que faz propaganda do alimento, dando a entender que quem come espinafre está sempre forte e pronto para superar qualquer obstáculo. O que poucos sabem, é que no mesmo país de origem do desenho (Estados Unidos), há algumas décadas atrás, a ingestão de leite batido com espinafre (o objetivo era enriquecer a bebida com ferro), causou a morte de crianças recém-nascidas. A doença ficou conhecida como "doença do branco do olho azul", pois o branco dos olhos ficava dessa cor. Posteriormente, descobriu-se que a presença do espinafre no leite era a causadora da tragédia, mas na época (1951) o fato foi encoberto e o desenho do marinheiro Popeye continuou a ser exibido.
      PORQUE DEVEMOS TOMAR CUIDADO COM O ESPINAFRE
      O espinafre é um dos alimentos vegetais que mais contém cálcio e ferro. Entretanto, esses dois minerais são pouquíssimo aproveitados pelo nosso corpo, já que o alto teor de ácido oxálico no vegetal inibe a absorção e a boa utilização desses minerais pelo nosso organismo. Os estudos mostram também que o ácido oxálico do espinafre pode interferir com a absorção do cálcio presente em leites e seus derivados. Esse fato sugere que o espinafre em uma refeição pode reduzir a biodisponibilidade de cálcio de outras fontes que são consumidas ao mesmo tempo. Por isso, se no seu almoço você comeu uma torta de queijo com espinafre, tenha certeza que grande parte do cálcio do queijo não foi utilizada pelo seu organismo.
      Outra grande preocupação é o possível efeito tóxico que a ingestão de grandes quantidades dos fatores antinutricionais presentes na planta pode causar nas pessoas. Com o objetivo de avaliar todos esses problemas, em 1998 uma pesquisa, que resultou em uma tese de mestrado, foi desenvolvida na ESALQ/USP sob minha orientação. O estudo intitulado "Avaliação química, protéica e biodisponibilidade de cálcio nas folhas de couve-manteiga, couve-flor e espinafre" teve como objetivos verificar se determinadas plantas podiam ser utilizadas na dieta humana, sem causarem prejuízos à saúde e o bem estar do indivíduo. Ensaios conduzidos com animais experimentais avaliaram o valor nutricional das folhas já citadas e verificaram o efeito dos níveis de ácido oxálico e ácido fítico na biodisponibilidade do cálcio, ou seja, no seu bom aproveitamento pelo organismo dos animais.
      A PESQUISA DA ESALQ/USP
      As folhas estudadas foram adquiridas no comércio local e a folha de espinafre foi também adquirida de outros dois locais: da Fazendinha da UNIMEP e da horta do Departamento de Horticultura da ESALQ/USP. Essas folhas foram lavadas, secas em estufa e moídas. A seguir, foram acrescentadas nas dietas que foram avaliadas durante o ensaio experimental com duração de 30 dias.
      Os resultados da pesquisa impressionaram
      Os resultados começaram a impressionar quando verificamos os teores dos dois fatores antinutricionais investigados: ácido fítico e oxálico. A folha de espinafre apresentou valores muito altos em relação às demais, o que pode ser verificado no gráfico.

      Como conseqüência desse fato, os animais alimentados com a folha de espinafre morreram na primeira semana, e portanto, não puderam ser avaliados até o final do estudo. Várias tentativas foram feitas, utilizando dietas com folhas de espinafre cozidas (acreditávamos que o calor pudesse destruir os fatores tóxicos presentes) ou folhas de espinafre provenientes de outros locais (livres de agrotóxicos que pudessem ter influência). Contudo os mesmos resultados repetiram-se, ou seja, houve a morte dos animais com hemorragia, tremores e perda de peso. Os rins dos animais mortos foram retirados e analisados pela Faculdade de Odontologia de Piracicaba/UNICAMP. De acordo com o laudo apresentado pelo Departamento de Patologia, foi comprovado inchaço renal, indicando uma nefrotoxidade, edema celular e depósito de substâncias aparentemente cristalizadas nos túbulos renais, o que provoca disfunção renal.
      De acordo com vários pesquisadores, a explicação provável estaria na presença do ácido oxálico no alimento, que além de causar um balanço negativo de cálcio e ferro, em doses superiores a 2g/Kg de peso, pode causar toxicidade nos rins. Já o ácido fítico, quando na proporção de 1% na dieta, seria o responsável pela redução do crescimento dos animais jovens. Na década de 80, estudos já atribuíam ao ácido oxálico sintomas como lesões corrosivas na boca e trato-intestinal, hemorragias e cólica renal, causados pela ingestão de plantas ricas nesta substância.
      De acordo com esses mesmos estudos, o espinafre que possui a relação de ácido oxálico/cálcio superior a 3, deve ser evitado. Na nossa pesquisa isso foi observado.
...       Os resultados desse estudo nos levam a acreditar que o consumo de espinafre deve ser substituído por outros vegetais ..., já que os efeitos proporcionados pela ingestão das substâncias antinutricionais presentes na folha, podem ser prejudiciais à absorção de nutrientes importantes para nossa saúde, e essas mesmas substâncias podem causar sérios problemas tóxicos.
      Os resultados também sugerem que além da grande presença de ácido oxálico e fítico, provavelmente a folha do espinafre contenha outras substâncias tóxicas, que supostamente levaram à óbito os animais do estudo, bem como causaram o incidente com os recém-nascidos nos Estados Unidos. Essas substâncias, ainda não identificadas, exerceriam ações tóxicas em pessoas mais sensíveis e levariam a chamada "doença do branco do olho azul". Fica claro, portanto, a necessidade de mais estudos elucidativos a respeito do assunto.
      Finalizando, a minha dica é que todos procurem dar preferência a outros vegetais ... em substituição ao espinafre: ...leguminosas como os feijões, ervilhas, lentilhas são as melhores opções para quem quer consumir fontes alternativas de cálcio e ferro.

© Jornal de Piracicaba On Line

#fibras
#vegan

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Proteínas, Cálcio e Vit B6 em castanhas e produtos animais

Hierarquizo com proteínas, insiro ovo e leite para comparação

Os links à esquerda permitem hierarquizar por Ca ou Vit B6

domingo, 29 de junho de 2014

Paralisia supranuclear progressiva

Karla escreveu:
 
GOSTARIA DE OBTER INFORMAÇÕES SOBRE O TRATAMENTOS PARA A DOENÇA PSP ( PARALISIA SUPRA NUCLEAR PARCIAL PROGRESSIVA ),

ou Paralisia Supranuclear Progressiva 

ou o nome utilizado pela OMS:

CID: G23.1 Oftalmoplegia supranuclear progressiva [Steele-Richardson-Olszewski] - síndrome

 
ALIMENTOS,

Sim é o principal tratamento, pois os agrotóxicos neurotóxicos são grande fator causal.

Alimentos limpos, sem veneno.


 
O QUE VC SABE SOBRE O FRUTO CAMAPU.


Frutos e sementes são os alimentos primordiais.
Folhas, caules, raízes e flores dificultam a digestão e podem ser tóxicos, trazendo mais veneno que os grãos e frutos.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Demência e desconfiança

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2014/05/pessoas-desconfiadas-podem-desenvolver-demencia-diz-estudo.html

Pessoas desconfiadas podem desenvolver demência, diz estudo

Pesquisa científica foi publicada na revista 'Neurology'.
Quase 1.500 pessoas fizeram testes de diagnóstico de demência.

A crença de que as outras pessoas agem somente por interesses egoístas faz com que os que vivem com essa desconfiança cínica sejam mais propensos a desenvolver demência, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira na revista "Neurology".
A revista da Academia Americana de Neurologia apontou que outros estudos já vincularam essa desconfiança com outros problemas de saúde, tais como os males cardíacos, mas esta é a primeira pesquisa que analisou a relação entre o cinismo e a demência.
"Estes resultados se somam aos testes que demonstram que a visão que se tem sobre a vida e a personalidade pode ter um impacto sobre a saúde da pessoa", declarou a autora principal do estudo, Anna Maija Tolppanen, da Universidade do Leste da Finlândia, em Kuopio.
"Entender como um traço de personalidade tal como o cinismo afeta o risco de demência poderia nos dar um conhecimento importante para reduzir esses riscos", acrescentou.
Metodologia
Nesta investigação, cientistas submeteram 1.449 pessoas, com uma idade média de 71 anos, a testes para o diagnóstico de demência e a um questionário que media o nível de cinismo. Por exemplo, foi perguntado aos participantes se eles estavam de acordo com declarações tais como "acho que a maioria das pessoas mente para tirar vantagens", ou "o mais seguro é não confiar em ninguém".
Sobre a base de suas pontuações nestas provas e no questionário, os participantes foram classificados em três grupos com nível baixo, moderado e alto de desconfiança cínica. No total 622 pessoas completaram as duas provas de demência, a última administrada na média oito anos depois que começou o estudo. Nesse período, 46 pessoas foram diagnosticadas com demência.
Uma vez que os pesquisadores fizeram os ajustes estatísticos por outros fatores que podem afetar o risco de demência, tais como a alta pressão sanguínea, colesterol alto e tabagismo, as pessoas com os níveis mais altos de desconfiança eram três vezes mais propensas a desenvolver demência do que as pessoas com nível baixo de cinismo.
Do total de 164 pessoas que tinham marcado uma pontuação alta de desconfiança, 14 desenvolveram demência, comparado com nove entre as 212 pessoas que tiveram baixos níveis de cinismo.
O estudo também observou que as pessoas com elevado nível de desconfiança eram mais propensas a morrer mais cedo do que as apontadas com baixo nível de cinismo. Nessa parte da análise, foram incluídas 1.146 pessoas e delas 361 morreram durante um acompanhamento médio de dez anos, assinalou o artigo.
A princípio pareceu haver um vínculo entre a desconfiança cínica e a morte mais cedo, mas depois que foram feitos os ajustes por fatores tais como o status socioeconômico, o tabagismo e outros aspectos da saúde, não foi encontrado vínculo entre o cinismo e a morte prematura.

quarta-feira, 9 de abril de 2014

desmistificando

Data: 11 de dezembro de 2012 15:23

Prezado Nascimento,

A tecnologia que disponibilizo privilegia justamente a sua condição, pois estou construindo um mundo onde o serviço médico é realizado pelos entes queridos interessados; independente da formação acadêmica, pois medicina é vida! e o interesse pessoal é muitas vezes superior ao conhecimento prévio.

Tenho prática de décadas ensinando leigos, até mesmo analfabetos. Muitos tornam-se exímios curadores, mas o que mais aprecio é sua condição: não comercial.

Estou ao dispor para orientá-lo quanto aos aspectos pessoais e também para auxilia-lo no acompanhamento dos seus entes queridos.

Veja os detalhes das diversas patologias que abordo e a metodologia de atendimento com revisão dos exames pregressos, análise da íris e se necessário encontro pessoal por videochat, acompanhado por vc: luizmeira.com/serve.htm

Grande Abraço!
 
     Luiz Meira
19  996 126 029

Em 11 de dezembro de 2012 14:49, JOSE DOS SANTOS NASCIMENTO Nascimento <jlmwct@gmail.com> escreveu:

OI...

BOA TARDE!

OBRIGADO PELA ATENÇAO AO MEU COMENTARIO; FOI E E DEVERAS 

ESTIMULANTE.

QUANTO À PERGUNTA, ME ENREDEI PELA MTC EM FUNÇAO DE UMA LOMBALGIA 

QUE NAO HAVIA NADA QUE TIRAVA AS DORES; CHEGUEI À ACUPUNTURA,E A 

APLICAVA EM MIM MESMO, COM AGULHAS, MOXAS, ACUPRESSURA.

ME TIROU QUASE QUE 100% DA DOR, ALIAS, NA TERAPIA ANTERIOR NEM AO 

MENOS 10%, MESMO COM TECNICAS DE FISIOTERAPIA.

FOI AI QUE CONHECI A IRIDOLOGIA, POIS QUERIA ME APROFUNDAR MAIS NAS MAC. 

DIGA-SE DE PASSAGEM, GOSTO DELA PELA SIMPLICIDADE  E EFICIENCIA NA 

CONFIRMAÇAO DE UM DIAGNOSTICO.

SEI QUE SOU LEIGO, MAS UM LEIGO COM MUITA VONTADE DE APRENDER AS 

TECNICAS TERAPEUTICAS DAS MAC, SEM USO COMERCIAL.

QUAL PAI, MARIDO, AVO QUE NAO QUER AFASTAR OU  ANULAR OS MALES OU AS 

DORES  DE SEUS ENTES QUERIDOS?

ESTOU NESSA CATEGORIA.

OBRIGADO, DOUTOR MEIRA.

DEUS O ABENÇOE RICAMENTE E A SEUS FAMILIARES!

NASCIMENTO


Em 11 de dezembro de 2012 14:25, Luiz Roberto Salvatori Meira <luizmeiramedico@gmail.com> escreveu:

Olá Nascimento,

Agradeço o estímulo e mantenho-me ao dispor.

Vc chegou a ver a área de iridologia?

Luiz Meira

 
Em 11/12/2012 11:36, "NASCIMENTO" <jlmwct@gmail.com> escreveu:
 
MUITO BOA.
 
ESTUDO MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E AS MAC.
 
AGORA, COM ESTE APORTE,COLOCADA A DISPOSIÇAO COM PODER DE COMPREESSAO  SIMPLES E DIRETA, FICO AGRADECIDO.
 
ALIAS, JA TINHA ACESSAO ESSAS INFORMAÇOES HA ALGUM TEMPO, E AGORA AS REFORÇO. OBRIGADO PROFESSOR DOUTOR  MEIRA, POR MAIS ESSA CONTRIBUIÇAO À SAUDE
--
Date/Time: 2012-12-11 05:36:43
--
NASCIMENTO

Cristalização da água

De: FERNANDO 

 ÓTIMO. ESCLARECEDORA A RESPEITO DA EXISTÊNCIA DO PARANORMAL UNIVERSSO.

Date/Time: 2012-12-12 07:37:30 


quinta-feira, 13 de março de 2014

sexta-feira, 7 de março de 2014

Bom site

Olá Fátima,

Agradeço a atenção em bem-dizer.

Caso tenha sugestão de conteúdo ou de abordagem, são bem-vindas.

Em 16/04/2013 08:13, "Fatima Maria Dos Santos Keßler" <fatimakessler1@googlemail.com> escreveu:

Bom dia!

exelentes informacoes!
estou sempre a pesquisar sobre a cura de saúde com alternativas naturais, gostei muito do que lí.

Muito obrigada.

http://luizmeira.com/serve.htm

Re: Algumas dúvidas

Em 09/04/2013 14:24, "Izilda escreveu:
>
> Dr. Luiz,
>
> Para mim está sendo fácil seguir suas recomendações.

Já fazia algumas restrições alimentares. Foi só retirar o azeite, raízes e folhas da minha alimentação. Estou me sentindo bem.

> Há algum tempo, a dermatologista  havia recomendado uma fórmula que contém lactobacilus (acidofilus, casei, bifidus e bulgaricus), além de outros componentes como leucina, isoleucina, fenilanina, treonina, histidina, vanadio, boro, indol, acido folico, cassiolamina, fassilamina, lactase, fosfolipidius. Além disso, carbonato, zinco quelado, MK7 com VIT D3. Após a academia, um suplemento da proteína de arroz "Brown Rice Protein Powder".
>
> Gostaria de saber a sua opinião. Devo continuar com esses produtos?
>
Melhor investir em sementes e frutos orgânicos.

> Abraços,

Ansiedade

Olá Líbia,

Os sintomas que vc descreveu são de ansiedade.
O sangue está alimentando adequadamente todas as áreas do coração.

Luiz Meira
19 996 126 029

Em 13/04/2013 14:46, "LIBIA escreveu:

eu cinto muita preção no peito e quando faso esforço eu fico fraca e a gora deu pr medar dor o exame quefis distribuição homogênea do traçado no miocardio do ventriculo esquerdo
> Pode me relatar que diaguinostico e esse obrigada
>
Referrer: http://luizmeira.com/cintilocor.htm

sábado, 18 de janeiro de 2014

Como secar as frutas na peneira....

Oi Vera,

Que bom vc entusiasmar-se com isso, além de "desfrutar" pessoalmente irá fazer bem a muita gente.

 Vera Lucia escreveu:

Boa tarde Dr Luiz,
já consegui uma peneira de bambu aqui em Leme, é bem grande

blz
dá bem para fazer frutas orgânicas secas no sol para comercializar, gostaria se possível algumas informações complementares: como por exemplo:
precisa forrar a peneira?

coloca a fruta diretamente no bambu, 

quando tirar as frutas secas dá prá colocar outras frescas sem precisar lavar, pois a desidratação, interrompe a deterioração. Com isso evitamos contaminar com sabões ou similares, até mesmo a água da rua, pois a água das frutas é limpa enquanto que da rua é resíduo industrial clarificado.

Coloque um plástico transparente cobrindo a peneira quando deixar fora de casa para evitar poeira e insetos. o plástico não diminui a evaporação como muitos dirão, pode até aumentar conforme a silhueta que fizer podendo funcionar como lente concentradora de luz. O vapor que sai das frutas não volta prá elas, é liquefeito e escorre.
qualquer fruta orgânica , tem muitas frutas de época, pode ser qualquer tipo de fruta,

Sim,

com o tempo irá identificando-se com sabores, cores, texturas de acordo com o corte, a forma de retirar a semente, se deixa casca etc.

Sugiro experimentar a banana nanica pois a prata fica insatisfatório.

Experimente também Coco. Pode ser ralado que fica parecido com uma farinha ou em lascas que fica parecendo flocos. Caso compre ralado fresco é possível deixar guardado no freezer quando tempo quiser antes de desidratar. alguns utilizam ralo grosso formando lascas. É possível também laminar 

quanto tempo no sol?

em geral 3 dias
e durabilidade depois de seca?

oficial, aceita por todos: 6 meses

experimental: deixei por dois anos exposta numa vasilha em lugar de convivência de ratos e depois joguei fora íntegras e sem que a tocassem.

Enquanto estiver trabalhando com volume pequeno, melhor armazenar no freezer ou na geladeira
Grata pela atenção um abraço Vera 

Grande Abraço e votos de sucesso!

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Contato com Mariscos

 Eleni escreveu:
Alergia:
Fui numa Praia ontem onde a areia do mar era cheia de conchas de todo tamanho, mas principalmente minusculas, os meus pes ficaram em contato com elas o tempo todo, eram como graos de areia. Hoje de manha os meus pes estao cheio de alergia, e cocando muito. Lembrei que tenho severa alergia de frutos do mar quando como, mas nunca tive sensibilidade ao toca-Los.
Seria essa a razao da alergia ? Apenas o contacto? 
No aguardo.
Super Abraco.
Eleni

Conceitualmente qualquer "pele" que entrar em contato com produto alergênico desencadeia a reação de defesa ou auto-imune, sendo os sintomas clínicos percebidos em REGIÃO DIFERENTE do contato, seja dérmico, oftálmico, nasal, digestivo, respiratório, genital. 

Pessoalmente lembrei de duas pessoas que acompanhei: 
- uma trabalhadora na seleção de camarões, que melhorou quando parou de comer e ficou bem melhor depois que passou usar luvas.
- outro que após período em praia de pesca de camarões e mariscos foi soltando a sola do pé. Vi também quem soltou a pele da mão;

Lembre-se do Apis m. C12