Traduzir

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Quelóide

JOSVAL, Fico feliz em poder ajudá-lo. A retribuição que espero é o relato de sua evolução para eventualmente ensinar e estimular outras pessoas. JOSVAL escreveu: > > - O QUE FAZER PARA DIMINUIR O QUELOIDE? Evitar que cresça. Para especificar a orientação preciso saber a data da lesão e evolução de cada região do corpo. O conceito geral é: quanto menos estimular a área lesada, menor o tamanho do quelóide. Lembro que o estímulo pode ser: físico (trações, escoriações, debridamentos, irradiação solar, irradiação de luzes fluorescentes, e por precaução... irradiação de telefones celulares, grandes transformadores, alta tensão..etc), químico (álcool, solventes, emulsificantes, peróxido de hidrogênio, permanganato de potássio, corantes, detergentes...) auto-imune (alergias imperceptíveis por suínos e mariscos) > - O QUE FAZER PARA RECUPERAR A PIGUIMENTAÇÃO? Diminuir a possibilidade de inflamações, diminuindo as possibilidades de agressão como descrito acima. > - QUAL O HIDRATANTE APROPRIADO PARA O CASO? Depende da situação da epeiderme local. Sobre as lesões abertas utilizar filmes de 'Aloe vera' continuamente, sobre as áreas reepitelisadas, untar com o líquido da Aloe, e depois que secar, untar levemente com óleo vegetal extraído a frio (experimentar o óleo antes em uma área sadia durante dois dias). > - ROSA MOSQUETA RESOLVERIA MEU PROBLEMA? Não faz parte do meu repertório. > - POSSO TRATAR COM BABOSA (ALOE VERA)? > - VIA ORAL: COMO XAROPE. COMO PREPARAR? Um corpo sadio pode maravilhas, prefiro colocar o ímpeto da a busca da cura em direçÃo aos alimentos equilibrados (sementes). A beleza deste equilíbrio é tão grande que considero o melhor remédio para evitar inflamações e para crescer tecidos novos (para completar, ainda ajuda no equilíbrio emocional). Seguindo esta perspectiva, prefiro utilizar a Aloe de forma tópica, e promover a ingestão de sementes). Caso tenha interesse em Aloe, uso interno; verifique o link disponível entre os fitoterápicos disponíveis na rome page:) Caso queira beber fitoterápicos em geral, sugiro o ritmo genérico que proponho em:) http://luizmeira.com/fitogeral.htm Caso queira ser mais específico, sugiro que faça foto ou vídeo de sua íris, e me envie (a foto pode ser scaneada e vir by e-mail). Caso queira você mesmo analisar, veja os links que disponho sobre iridologia:) > - COMO HIDRATANTE: COM A GOSMA. COMO PREPARAR? ratifico: filmes (lâminas finas) que secam sobre a lesão e praticamente a "plastificam", de forma fisiológica, estimulando e ajudando o crescimento celular. ATENÇÃO: utilizar folhas túrgidas, nem novas, nem velhas. As novas dão uma coceira tremenda (testar antes em uma parte sadia, para cada folha que for usar). As velhas apresentam uma gosma amarelada dor odor ruim, melhor não usá-las também. > > MEUS MOVIMENTOS, Temos que alongar sem irritar as lesões, senão elas tendem a retraírem-se mais. Um banho quente (de preferência de imersão) poderia ajudar as fibras a ficarem mais frouxas antes dos exercícios de alongamento. Movimentos repetitivos são contra indicados por possibilitar maior stress sobre as lesões, melhor movimentos lentos... tipo tai chi. JOSVAL, Grande abraço, boa sorte, bom ânimo, e se precisar de algo mais imediato, tente:) ><> Luiz Roberto Salvatori Meira ><> equilíbrio alimentar +55199 9612 6029

domingo, 29 de setembro de 2013

Policitemia


Lembrando a Policitemia, 

os links levam ao site de origem

The word polycythemia indicates increased red blood cells, white blood cells, and platelets. Most of the time, it is used in place of erythrocythemia, or pure red blood cell increase, such as in secondary polycythemia.
The term polycythemia is reserved for the myeloproliferative disorder calledpolycythemia vera, in which all 3 peripheral blood cell lines can be increased.[1, 2]
Erythrocytosis or erythrocythemia is a more specific term that is used to denote increased red blood cells.[3]


 

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Muco respiratório

Marcelo <machadomarcelo@hotmail.com> escreveu:
 
Bom dia Luiz.
Gstei muito do seu Site.Achei muito interessante o conceito das doenças auto imunes
 
.Sou vegetariano à 40 anos e tenho sentido a necessidade de parar com os laticinios e venho a 2 semanas me abstendo de come-los e tenho me sentindo muito bem.
 
Porem estou passando por uma gripe e já dura 1 semana e estou com muito muco(espeço e amarelo)e durante a noite acordo varias vezes tossindo compulsivamente.
 
Gostaria de saber,dentro deste conceito de alergia,o que posso fazer para sair deste quadro.
 
Um abraço.

 
Olá Marcelo,

Como a virose é generalizada, melhor é restringir atividade para o corpo conseguir restabelecimento.

Guaco, infusão costuma ajudar, especialmente na hora do pulmão 

Phosphorus tb ajuda